Card-Not-Present Fraud

O paraíso do fraudador, compre online e retire o produto na loja.

Comprei um par novo de fones de ouvido e os uso diariamente. Outro dia esqueci de levá-los e foi quando eu decidi comprar um par de backup para deixar sempre no escritório.

Eu entrei em lojas online e pesquisei os preços no meu e-commerce de eletroeletrônicos preferido. Em poucos minutos, consegui selecionar, comprar e organizar a coleta do produto na loja física.

Na loja física, foi um processo simples.

Eu apareci, mostrei minha identidade e saí pela porta em poucos minutos. Isso foi sonho se tornando realidade. Ter a opção de conseguir rapidamente o produto que eu comprei, sem ter que esperar, foi uma experiência ótima.

No meu tempo trabalhando ao lado de especialistas em fraudes, aprendi muito. Por exemplo, estou ciente da complexa equação envolvendo risco e receita que está por trás da conveniência do consumidor.

Compra online com a retirada do produto na loja: um enorme diferencial competitivo.

Mesmo na era da entrega no mesmo dia, a opção de poder buscar o produto atrai clientes.

As pessoas querem coisas e as querem agora. Mas a que custo chega a conveniência da compra online com a retirada do produto na loja.

Essa experiência surgiu durante minha reunião semanal com Amador Testa, nosso diretor de produtos. Ele conversou recentemente com um cliente sobre a falta de informações comuns ou sobre as melhores práticas do setor para pedidos de compra online com a retirada do produto na loja.

Parece que todo mundo está adotando ter essa opção e ainda não há melhor prática reais baseada na experiência de longo prazo, pois a prática é nova, não tem histórico.

O grande fator de risco

A compra online com a retirada do produto na loja melhora muito a questão de risco envolvido no envio direto para um endereço físico, tornando esse método confiável e relativamente sem risco de cometer fraudes.

Descobrimos que os fraudadores não medem esforços, eles se apoderam de informações válidas de um cliente real e idôneo para comprar itens online e buscá-los na loja.

O pior da história, é que neste caso o fraudador está dentro da loja.

Este cenário mostra que a fraude da compra online com a retirada do produto na loja tem implicações importantes para os comerciantes, já que é essencialmente uma transação de cartão não presente em que as mercadorias são entregues diretamente ao consumidor dentro da loja.

Então, qual é o próximo passo?

Na Emailage, continuamos a ver essas tendências dos pedidos da compra online com a retirada do produto na loja em nossa rede como outras transações. Afinal, todas as transações online, sejam mercadorias enviadas ou não, exigem um endereço de e-mail. O fraudador é incentivado a usar um endereço de email real e válido, já que precisará dele para rastrear sua compra.

Mais importante, em um caso destes é que esse e-mail de confirmação será muitas vezes seu comprovante da compra na hora da retirada.

Como vemos, temos que criar novas formas de validar a identidade dos compradores para diminuir os riscos de fraude neste novo formato de compra parcialmente online.

Essas variáveis ​​incluem a análise do tipo de entrega, velocidade de entrega, categoria do produto.

Na Emailage, estamos agora desenvolvendo uma verificação de identidade digital com base no endereço de e-mail, que pode fornecer o mesmo nível de confiança, sem solicitar informações adicionais. O objetivo é fornecer informações precisas e baseadas em inteligência sobre o comportamento e o histórico associados a um endereço de e-mail, com isso, fornecer uma camada de autenticação “silenciosa” que bloqueie os fraudadores e permita que os clientes aproveitem a conveniência.

Eu convido você a me seguir no LinkedIn.

Siga Emailage no LinkedIn e Twitter (@emailage)

Conheça mais sobre nossa solução solicitando uma demonstração do nosso produto clicando aqui.